Tv Islamismo No Brasil NOVO















Estamos com 5Hs e 10 minutos de video na nossa tv, contanto toda a verdade....

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Como identificar os diferentes tipos de véus islâmicos


Como identificar os diferentes tipos de véus islâmicos
No Irã, ele é obrigatório, e na França, na Holanda e na Bélgica, está proibido em lugares públicos. O véu islâmico desperta opiniões diferentes por todo o mundo. Na Europa, a França foi a pioneira na proibição, a Bélgica veio em seguida em 2011, e desde o ano passado, o governo holandês multa com 405 euros (cerca de R$ 1.400) o uso da burca ou no niqab – os véus que tapam completamente o rosto – no transporte coletivo, em escolas e prédios públicos. Desde o dia 1 de julho deste ano, em Lago Maggiore, na Suíça, também é proibido cobrir o rosto completamente; não há uma menção direta, mas a lei inclui peças como a burca e o niqab. Na Espanha não há uma lei nacional, mas em pelo menos trinta cidades da Catalunha o uso do véu islâmico em espaços públicos já virou caso de tribunal.
O véu, agora, além de uma polêmica para os legisladores europeus, provoca certa confusão na sociedade ocidental, que se pergunta sobre a origem e as variações entre as diferentes vestimentas que cada vez se fazem mais presentes no cotidiano.

O termo hiyab, de origem árabe e por isso utilizado em todo o mundo islâmico, não se refere a uma peça específica. Hiyab quer dizer "cobertura" ou "roupa que tape" e por este motivo os muçulmanos falam de "respeitar o hiyab" para referir-se à lei de cobrir o corpo das mulheres. A ideia básica é cobrir os cabelos, mas também o corpo feminino. Os muçulmanos da região da Índia, Paquistão e Afeganistão usam a palavra purdah (que quer dizer cortina) para referir-se ao mesmo conceito. Ou seja, o hiyab não é um tipo de lenço ou touca, mas sim uma norma que depois se adapta a diversas formas, de acordo com a origem geográfica da população, a crença religiosa ou o ambiente cultural de quem o veste. As peças são conhecidas no ocidente pelos nomes que recebem nestes diferentes lugares, sem que haja uma regra por escrito (nem no Corão, nem em qualquer outro lugar). Na verdade, o termo burca acabou tornando-se o mais popular para os véus integrais, embora esta palavra, nos países árabes do Golfo Pérsico, seja empregada para denominar as máscaras com que as mulheres cobrem tradicionalmente a cara (diferente dos véus que agora são conhecidos por serem utilizados pelas islâmicas, embora com o tempo, a palavra tenha passado a significar qualquer véu que se cubra a cara).

Burca

A peça azulada exigida pelos talibãs é utilizada sobretudo entre osPashtuns do Afeganistão e no Paquistão, e cobre toda a cara, com uma redinha nos olhos

Nekab ou Niqab

É o véu que cobre toda a cara das mulheres, exceto por uma abertura na altura dos olhos; ele é amarrado atrás da cabeça por um laço. Vem da influência dos pregadores wahhabí (uma versão radical do islã, difundida a partir da Arábia Saudita, desde o fim dos anos 1970 do século passado). Foi uma herança das tribos sauditas do deserto, que cobriam a cara de suas mulheres.

Chador

Uma tela semi-circular, que se envolve desde a cabeça, cobre todo o corpo e se sustenta sem ganchos, apenas com duas dobras no pescoço; a parte frontal do rosto fica à mostra. Em geral, as apariçōes públicas requerem um véu preto; já para ficar em casa ou ir à mesquita, são utilizadas peças mais coloridas. Popularizado no ocidente após a revolução islâmica no Irã, ele também é usado no Líbano, Iraque, Bahrein e Arábia Saudita, entre outros países.
As sunitas da Arábia Saudita ou de Faluya (no Iraque) utilizam uma peça muito similar, que em árabe é chamada de abaya; tanto na península arábica quanto em territórios do norte da África. Nas zonas rurais de Tunísia e Argélia (dois países sunitas), as mulheres se cobrem com uma tela parecida, mas de cor branca em vez de preta. Frequentemente, as mulheres que usam o chador ou a abaya têm a túnica e um lenço ou toca por baixo.

Al-Amira

Cobre toda a cabeça e o pescoço e é composto por duas peças: uma cilíndrica, que se ajusta ao contorno do rosto, e um lenço que o cobre. Costuma ser utilizado pelas mais jovens, já que é mais fácil mantê-lo no lugar.

Hiyab

É o termo mais popular no ocidente para referir-se ao véu islâmico; trata-se do lenço que cobre os cabelos e o pescoço, com o rosto à mostra. Suas cores e desenhos variam de acordo com as tendências da moda.

Shayla

É um lenço grande e rectangular, popular na região do Golfo. Ele é enrolado no pescoço e é cruzado na altura dos ombros.
fontre http://brasil.elpais.com/brasil/2016/08/16/internacional/1471347181_490989.html

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário