Tv Islamismo No Brasil NOVO















Estamos com 5Hs e 10 minutos de video na nossa tv, contanto toda a verdade....

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Irã pune com chibatadas 35 estudantes que participaram de festa de formatura

Ação ocorreu na semana passada, perto de Teerã; mídia local diz que jovens foram presos na quinta-feira, interrogados e sentenciados, num espaço de 24 horas, a 99 chibatadas cada um.
Rupert Colville. Foto: ONU
Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.
O alto comissário de direitos humanos da ONU, Zeid Al Hussein, condenou uma sentença coletiva de chibatadas a 35 estudantes numa cidade perto de Teerã, capital do Irã.
Os jovens foram presos após participar de uma festa de formatura em Qazvin. A sentença de 99 chibatadas para cada estudante foi proferida num espaço de um dia.
Mulheres
O porta-voz do Alto Comissariado, Rupert Colvile, disse que o caso é revoltante.
Colville afirmou tratar-se do que chamou de um "flagelo ultrajante". Segundo a mídia local, os estudantes foram interrogados e sentenciados pelo Escritório do Promotor iraniano.
A lei internacional de direitos humanos proíbe chibatadas , assim como  a Convenção contra a Tortura.
Vários relatores da ONU e defensores de direitos humanos têm se expressado contra a prática especialmente quando usada para punir mulheres. Eles reforçaram o pedido de abolição deste tipo de castigo em todos os países.
Demissão de trabalhadores
O Alto Comissariado das Nações Unidas classifica as chibatadas como uma "medida cruel, desumana e degradante que poderia ser encarada como tortura." Para a agência, as chibatadas são ainda desproporcionais e odiosas.
Também este mês, 17 mineiros foram sentenciados ao flagelo na província de Azerbaijão Ocidental no Irã por participarem de um protesto contra a demissão de 350 trabalhadores de uma mina de ouro.
Em abril, uma mulher foi agredida, da mesma forma, em público por manter relações sexuais fora do casamento.
O Alto Comissariado da ONU disse não ter dados confiáveis sobre a prática de chibatadas  no Irã, mas há relatos de que o castigo é usado em larga escala em casos de percepção de um delito ou infração.
A ONU pediu às autoridades iranianas para acabar com a prática de uma vez por todas.

fonte http://www.unmultimedia.org/radio/portuguese/2016/05/ira-pune-com-chibatadas-35-estudantes-que-participaram-de-festa-de-formatura/#.V1VMLrgrLIU

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário